Uni, duni, tê, salamê, minguê...

Uni, duni, tê, salamê, minguê...
Materiais a partir de textos da tradição oral

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

It's a book!

Oi, gente,
Não gosto de ficar muito tempo sem postar nada. Me dá agonia, vontade de voltar. Mas é que estou naquele corre corre danado para terminar meu texto para a o exame de qualificação do doutorado, como já havia dito, e com bem menos possibilidade de escrever coisinhas aqui. Assim, escolhi esse jeito mais breve de postar uma coisinha ou outra. Mas em breve retomo os posts sobre os materiais e atividades.

Para não perder a forma, vou dar uma dica de livro, muito interessante para todos nós, adultos e crianças, vivendo nesse mundo informatizado, e ainda (e sempre) amantes do livro. É saboroso, maravilhoso!

Chama-se, justamente, "É um livro". De Lane Smith, editado no Brasil pela Companhia das Letrinhas, agora em 2010. No original chama-se "It's a Book" mesmo e está há mais de 6 semanas na lista dos mais vendidos do New York Times, lá pelas bandas de lá.
A história mostra o diálogo, atualíssimo, entre um burro e um macaco, um tentando entender o que é um livro e o outro...bom, para o outro, um livro é um livro. Só sabendo para saber. A cara blasé do macaco é impagável. E tem ainda um ratinho...


No site da editora, http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=40642, lemos:
“Com a invenção dos e-books, e a proposta de revolução que trazem consigo, surgem inúmeras dúvidas a respeito do futuro do livro. Muitos aproveitam essa onda para reafirmar seu amor às letras impressas em papel, e dizem que o livro é uma espécie de deus grego: não morre nunca. Sem enveredar pelas malhas da vidência, mas deixando claro que um livro é um livro e isso basta, Lane Smith criou uma história ilustrada, tanto para crianças quanto para adultos, sobre o nosso velho e bom – e amado – livro. Aquele que, ao contrário dos produtos eletrônicos, não apita, não interage, não conecta nem retwitta. Mas que, só pela emoção da narrativa e das imagens, prende a atenção (e ainda rouba o coração) de qualquer um.”

Discordo apenas de que o livro não interage. Ou de que com o livro não se interage. Não interage nos mesmo moldes da interatividade digital, mas há muita interação, a seu modo. Interação do leitor com o texto, interação com a sua materialidade, interação com outras tantas leituras e experiências que a sua leitura proporciona. Enfim, é um livro!

O vídeo abaixo dá uma ideia de quão bacana é o seu conteúdo, mas nem tudo que tem no livro, tem no vídeo. No livro tem outras tantas coisas engraçadas...


É isso, gente. Bom proveito! Até breve,
Lica

6 comentários:

  1. Maravilhoso!!!!! Quero um pra mim! Fantástico! E é mesmo para adultos e para crianças, que começam a entrar nesse mundo digital. Muitas ainda boiam um pouco, me parece. Não entenderiam. Ainda bem???
    Obrigada pela dica.Adorei!
    Juliane

    ResponderExcluir
  2. Oi, Juliane,
    Também adorei. Pirei quando vi o livro. É realmente fantástico.
    Fico dividida...por ora, penso que ainda bem, sim, que muitos pequenos não compreendem o livro. Por ora, acho que logo será inevitável compreender, e faz parte da vida deles. Não se pode frear.
    Só espero que não cheguem a esse total desconhecimento do livro e nem mergulhem de vez em outras mídias. Só se for para depois, como o burro, redescobrir o livro.
    No fim, é só uma anedota, acho, de uma situação verossímel, mas improvável, ao menos a curto prazo. Uma situação que se anuncia, se insinua, mas nunca chega e se instala em absoluto. Torço assim,se sou antiga, não sei.
    Beijo,
    Lica

    ResponderExcluir
  3. Querida profª Liane Castro,

    Eu sou Divaneide, aluna do Curso de Mídias , 2ª oferta. Visitei o seu blog e adorei, pois sou uma apaixonada pela leitura. Você está de parabés pelo excelente conteúdo e pelo tema do blog que é alfabetização. Alfabetização é um tema que todo professor precisa trabalhar e passa por problemas de leitura e escrita na sala de aula com os seus alunos do ensino fundamental. Neste blog tem lista de livros interessantes e dicas de material para trabalhar com os nossos alunos em defasagem de leitura e escrita.

    Abs. Divaneide

    ResponderExcluir
  4. Oi, Divaneide,
    Obrigada por seu comentário e suas palavras. Faço com muito carinho esse trabalho com alfabetização e estou adorando poder compartilhar com outras pessoas.
    Apareça sempre!
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir
  5. Olá Lica!
    Assim como Divaneide, me senti atraída pelo seu Blog e resolvi passar por aqui para espiar a proposta.
    Muito legal alguém dedicar-se a publicação do pensar e fazer alfabetização, isso é raro. Como as novas concepções exigem novos estudos e esforços, esses espaço deve contribuir significativamente para quem trabalha diretamente com a alfabetização. Que você sempre tenha fôlego para continuar contribuindo com os que passam por aqui.
    Abs,
    Rose Cunha

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada, Rose!
    Fico agradecida pelo incentivo, vindo também de colegas de profissão.
    Terei sim sempre esse fôlego, pois o blog foi justamente uma alternativa para compartilhar o pensar e o fazer em alfabetização, em tempos de ocupação com outras tantas coisas.
    Sinto saudades de lecionar nessa área e me ocupo nesse momento com o doutorado em outro campo (é educação, linguagem, mas não alfabetização).
    Com o blog, me mantenho "em forma", ativa e sigo fazendo isso que adoro. Além divulgar esse trabalho que pretendo nunca deixar de fazer.
    Divulgue-o entre seus alunos e visite quando puder, tá?
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir