Uni, duni, tê, salamê, minguê...

Uni, duni, tê, salamê, minguê...
Materiais a partir de textos da tradição oral

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Outro lance de Lince

Oi, aqui estou para postar uma novidade. 
A Ana já fez seu Lince (rapidinha, você, heim?) e ficou lindo! Vejam:


Faço questão de postar aqui, pelo empenho dessa moça que, além de estar montando o seu acervo, está inventando outros tantos materiais, sempre com muita criatividade. Ela pegou o jeito e o gosto, ninguém segura mais...


Agora ela está explorando o livro com sua turma de alfabetização e vai, inclusive, testar o Lince com as crianças e está promovida a testadora oficial dos novos jogos! Ela tem construído uma boa parceria comigo nas invencionices, né, Ana? 


O post é também para incentivar outros a tentarem fazer seus acervos, mostrar que é possível fazer os materiais, mesmo longe (Ana mora no Rio, eu em Salvador!). 

Olha como ela fez bonito! Fez o tabuleiro com um vinil (lembram de disco de vinil, LP, né, gente? Eu não me esqueço, meu maridão os coleciona e minha casa é cheia deles!!!), veja que interessante que ficou. E ficou bem legal o tabuleiro redondo e com fundo preto (aliás essa é uma boa dica: o fundo escuro é melhor para ressaltar as figuras). 



E tem tanto a opção Lince Fonológico, com as cartelas indicativas das rimas, em azul, quanto a opção Lince reconhecimento de palavras, com as palavras em fichas amarelas. 

Vejam abaixo: a capa do jogo com a própria capa do vinil deixou o conjunto bem divertido.



Confiram essas e outras fotos do Lince de Ana no seu álbum no Picasa: https://picasaweb.google.com/ana.lucia.pinto.antunes/Lince?feat=email 

E vejam lá também outros materiais e projetos seus. O Bingo Fonológico dela ficou colorido, vistoso...

Espero que a produção de Ana - no capricho, como diz meu filho -  incentive outros a fazerem seus materiais também. Valeu Ana!!! 

Fico bem contente de poder postar algo assim, fruto do meu trabalho, mas que ganha asas...
Mãos à obra, gente!
Lica

9 comentários:

  1. Lica,
    Quando eu crescer, quero ser igual a vc. Rsrsrsss!!!
    Estou morrendo de inveja de Ana, que parece que já está crescendo!
    Ficou muito bom o seu jogo, Ana, parabéns.
    Ah, se eu tivesse jeito pra coisa...
    Bjs,
    Taise

    ResponderExcluir
  2. Que surpresa!!! Muito obrigada! Estou muito feliz!
    Desde o início fiquei entusiasmada com esse trabalho. Gostei muito da ideia do Lince.
    Já estou fazendo as atividades citadas no primeiro post e as crianças estão gostando muito. O trabalho com rimas no início não é muito fácil. Você diz: “O que rima com abacate?” Eles respondem laranja porque é fruta! Mas, desde o começo com o livro e as atividades sugeridas o resultado tem sido surpreendente.
    Encontrar o blog da Lica foi muito incentivador. Tem ideias bacanas e bem embasadas, de modo que a gente faz sabendo o que está fazendo. Pra mim isso é fundamental.
    Eu adoro tesoura, papel, cola.... e gosto muito de parcerias. Inclusive as de longa distâncias!
    Taise, obrigada! Sabe, quando eu fico com “inveja”da Lica , eu corro e faço um pra mim também! Rsrs...
    Lica, obrigada por acreditar!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ana, parabéns! Essa parceria com a profª Lica tem sido muito importante para todos os que visitam o blog, certamente. Continue sendo essa profª dedicada e entusiasmada! Para mim, é um presente a oportunidade de trabalhar com você.

    ResponderExcluir
  4. Que surpresa! Obrigada, Valéria! A alegria em tê-la por perto é toda minha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que surpresa boa vocês aí trocando entre vocês... Bem vinda, Valéria! Aproveite bem essa moça que você tem aí por perto.

    Taíse, eu ouvi muitas professoras iniciarem as oficinas dizendo que não levavam jeito e que saíram bem satisfeitas com o que conseguiram produzir, viu?
    Fiquem com inveja, não, meninas! Vamos multiplicar!!!

    Abraços para todas,
    Lica

    ResponderExcluir
  6. É, Ana, realmente, seu Lince ficou muito legal!
    Eu vou é fazer um loguinho para minha turma também!
    Abraços,
    Leila

    ResponderExcluir
  7. Isso mesmo Leila! Saiba que vai fazer um sucesso danado com as crianças e trazer muitas possibilidades de atividades!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. E não é que foi mesmo, Ana? Uma festa! Coloquei os que são ainda hesitantes na leitura com o fonológico e os que já podem ler melhor com o das palavras.
    Foi também muito produtivo.
    Muito boa essa adaptação do Lince, que alguns já conheciam, para Lince fonológico e de reconhecimento de palavras.
    Amei, Lica!
    Bjs,
    Leila

    ResponderExcluir
  9. Isso, Leila!
    Como é o Lince de reconhecimento de palavras é um jogo dinâmico, rápido e no qual o domínio de leitura das crianças conta muito, é preciso pensar qual das duas variantes do jogo propor preferencialmente pra uns e pra outros, e mais: é preciso organizar bem quem vai jogar com quem o Lince de reconhecimento.

    Mesmo quando a leitura ainda está hesitante, se agruparmos apenas essas crianças, sem misturar com as que já leem com mais autonomia e rapidez, funciona também. Tudo é uma questão de planejar bem os agrupamentos, para que sejam produtivos e a competição, que implica a leitura, seja justa.

    Por isso gosto muito também dos jogos que têm possibilidades colaborativas, ainda que competitivos em algum sentido.
    Quando o ganhar, o acertar tem a ver com sorte, a competição é mais simples. Mas quando o jogo envolve a capacidade das crianças, é mais delicado e precisa ser bem planejado e encaminhado para não se tornar improdutivo e até problemático para os que têm menos domínio do que é exigido no jogo (no caso, o reconhecimento das palavras).

    É isso, que bom você tocar nesse assunto novamente, para eu poder falar mais disso...
    Beijos,
    Lica

    ResponderExcluir