Uni, duni, tê, salamê, minguê...

Uni, duni, tê, salamê, minguê...
Materiais a partir de textos da tradição oral

sexta-feira, 12 de março de 2010

Par Mínimo

LETRA MÁGICA
José Paulo Paes
Que pode fazer você
para o elefante
tão deselegante
ficar elegante?
Ora, troque o F por G.

Mas se trocar, no rato,
o R por G
transforma-o você
(veja que perigo!)
no seu pior inimigo:
O gato.

Par mínimo é um par de palavras cuja diferença é um único fonema. Um fonema que corresponde, no caso dessas comutações do poema, a uma letra (mas nem sempre). Uma letra que muda tudo! Quantas possibilidades de brincar! Aliás, bem ao gosto de José Paulo Paes, um brincante das letras, que, em seu Convite, nos convida a brincar, sem parar, com as palavras...
E por falar em par mínimo, tem uma brincadeira legal que é ir transformando as palavras em outras, sendo a regra principal trocar uma só letra, qualquer uma, de cada vez, a cada transformação. Ex. LUA - RUA - RIA.
O jogo usa o princípio dos pares mínimos, embora contenha apenas comutações de fonemas que correspondam a comutações gráficas de uma só letra. Não vale por exemplo, trocas como XALE - CHAVE, que é um par mínimo genuíno, pois apenas o fonema /l/ foi trocado por /v/. Notem que CH e X (/xali/ - /xavi/) têm o mesmo som /x/, é o mesmo fonema. Não valem no jogo, pois uma das regras é manter o número de letras do começo ao fim, sendo, na verdade, um jogo gráfico, de comutação de letras.
As palavras transformadas, evidentemente, devem fazer sentido, serem palavras de fato, e devem ter o mesmo número de letras da palavra inicial. O desafio geralmente é transformar uma palavra na outra, ambas dadas de início - com o mesmo número de letras - e devemos buscar o menor número de linhas possível nessa transformação, mas há também outros desafios. Um desafio maior é procurar chegar em palavras que guardem alguma relação com a palavra inicial, como semelhança sonora, sinônimo ou antônimo, mesmo campo semântico etc. Mas essas regras não precisam ser seguidas, elas apenas aumentam o desafio. O importante é a regra de trocar apenas uma letra por vez.
Podemos sair de uma palavra e voltar depois de muitas para a mesma palavra do início. Ex:
LUA
SUA
NUA
RUA
RIA
RIO
FIO
TIO
TIA
PIA
LIA
LUA

Podemos sair de uma palavra para chegar em outra, como é no jogo original.
Ex. Transforme PATO em SAPO:
PATO
RATO
MATO

MATA

MAPA

SAPA

SAPO
Ah! Lógico que não há um único caminho possível de chegar a uma mesma palavra. Por exemplo, para PATO virar SAPO, podemos também fazer: PATO - MATO - MOTO - FOTO - FOCO - SOCO - SACO - SAPO

ou ainda outras formas...
Tente agora você transformar PÃO em MEL, LUA em SOL.
Podemos ainda apenas ir transformando, sem fim, as palavras.
Em sua versão original, o jogo consiste na proposição de duas palavras para que se estabeleça uma conexão entre elas, sendo que ou o número de conexões é dado de antemão ou o mínimo de linhas é buscado. Ex. Converter BELO em FEIO, duas conexões: BELO - SELO - SEIO - FEIO (selo e seio foram as duas conexões). Cada mudança de letra deve formar uma nova palavra existente no vocabulário, excetuando-se nomes próprios.
Esse jogo de palavras é chamado doublets, e foi inventado por Lewis Carroll, autor de Alice no Pais das Maravilhas. Foi publicado em uma revista, a Vanity Fair, em 1879, tornando-se muito popular desde então. Carroll propôs em seus livros muitos outros jogos lógicos e linguísticos.

15 comentários:

  1. LUA em SOL, achei!!!
    LUA - SUA - SOA - SOL
    Facinho!
    Bjs,
    Cris

    ResponderExcluir
  2. Isso, Cris, tente PÃO - MEL...
    Lica

    ResponderExcluir
  3. Pró,
    Estou tentanto, estou tentando... Uma dúvida: o à pode virar A sem contar como uma comutação? Posso, por exemplo, trocar PÃO por PAI? Mudo aí só a letra O para a letra I, mas se considerar os fonemas, mudei dois elementos nessa comutação. Se à e A são fonemas diferentes, mas letras iguais...como fazer? E aí?
    Bjs,
    Cris

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cris,
    Sua dúvida é absolutamente pertinente e interessante, e também uma boa oportunidade para mais esclarecimentos. Se considerarmos a ideia de par mínimo, que é de natureza fonêmica, de fato não podemos propor PÃO - PAI, pois estaríamos infringindo a regra principal do par mínimo, cujas palavras devem se diferenciar apenas em um elemento. Entretanto, o doublet, diferente do par mínimo, usa critérios gráficos, ou seja, a letra e não o som. Portanto, nesse caso, podemos sim propor essa comutação de PÃO para PAI.
    Mas eu achei uma solução em que o à é trocado por I, implicando em comutação gráfica e fônica, ao mesmo tempo. Continue tentando!
    Lica

    ResponderExcluir
  5. Oi, pró,
    Eu achei assim: PÃO - PAI - CAI - CAL - MAL - MEL. Já que pode, achei!
    Vou continuar tentando...
    Obrigada pela resposta,
    Cris

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cris,
    Eu achei uma curtinha assim: PÃO - CÃO - CAL - MAL - MEL, trocando à e O por A e L em CÃO para CAL.
    Mas achei também uma mais longa, comutando apenas um fonema/letra em CÃO para CIO (Ã para I): PÃO - CÃO - CIO - RIO - RIM - MIM - MIL - MEL
    É divertido, né?
    Em breve vou propor mais desafios...
    Bjs,
    Lica

    ResponderExcluir
  7. Oi, gente,
    No site de Ruth Rocha(http://www2.uol.com.br/ruthrocha) tem uma outra versão dessse jogo, que ela chama de "Palavas Mutantes". A variação é a seguinte: ela dá a dica para você encontrar as palavras, como em uma cruzadinha. A regra de trocar apenas uma letra é a mesma.

    Ex. Para transformar FEIA em BELA

    F E I A - Que não é bonita
    F E R A - Animal feroz
    M E R A - Simples, comum
    M E L A - Do verbo melar
    B E L A - Muito bonita

    Apesar de o caminho para resolver ser previsto, determinado de antemão, também é uma versão interessante. Podemos criar outros como esse, é uma outra possibilidade de jogar.
    Lica

    ResponderExcluir
  8. Isso, José Ronaldo... outro caminho...

    ResponderExcluir
  9. Gente, um jogo muito legal que tem essa lógica como mote, é o Boggle Slam, da Hasbro.
    Confiram em: http://www.youtube.com/watch?v=a6NhCnvwBrM

    ResponderExcluir
  10. Uau, que ótimas dicas! La em casa ja conseguimos o pingo no i , agora vamos experimentar estas novidades apetitosas! ;-) abs, nana e marina

    ResponderExcluir
  11. Que bom, Nana!!! Marinoca vai ficar ainda mais sapequinha, agora das palavras!
    Bjos nas duas

    ResponderExcluir
  12. Isso, Luis Guilherme!
    Mas se você continuar com ria, chega de volta no rio, que começou tudo!
    Liane

    ResponderExcluir
  13. de lua tem rua nua qua sua aua

    ResponderExcluir