Uni, duni, tê, salamê, minguê...

Uni, duni, tê, salamê, minguê...
Materiais a partir de textos da tradição oral

sábado, 24 de setembro de 2011

Versão Digital da Brochura

Como prometido, eis a versão digital da minha brochura “Quem os desmafagafizar, bom desmafagafizador será: textos da tradição oral na alfabetização”. Confiram abaixo. Para quem não teve a oportunidade de acesso à brochura impressa, agora pode lê-la, baixá-la e até imprimir se quiser. Está disponível para download ou embed (para poder ser postada em outros blogs) no slideshare: http://www.slideshare.net/Licaraujo/textos-da-tradio-oral-na-alfabetizao

Ou clique no título  abaixo para redirecionar.

Embora já traga coisinhas interessantes para a discussão sobre os textos da tradição oral na alfabetização, trata-se de uma compilação de textos que eu costumava usar em minhas aulas e oficinas, apresentando algumas características de alguns desses gêneros, algumas propostas de atividades para diferentes níveis no domínio da leitura e escrita. Textos que agora se apresentam organizados nessa publicação. Ciente, no entanto, das limitações da brochura, das possibilidades de aprofundamento, e calcada no desejo de explorar mais essa discussão, estou, como já anunciei, organizando um livro – eu e Mary Arapiraca – muito mais completo, sobre o tema, inclusive com a inclusão de fotos e apresentação dos materiais que passeiam nas oficinas e aqui no blog. Aguardem!

Outra coisa, essa brochura digital é uma versão mais uma vez revisada, assim quem já tem a versão impressa anterior a essa, pode também ter acesso às correções. Ainda que tenha passado por várias leituras e por revisões sucessivas, sempre apareciam errinhos, coisinhas de desatenção, de digitação, releituras apressadas, ou por escorregos na formatação. Mesmo depois de rodada, ou justamente depois disso, o que passava despercebido, mostrava as caras, gritando. Assim, fomos revisando de novo e de novo e, enfim, chegamos a essa versão – que ainda assim pode ter sacis dando língua. Sim, pois vou contar um segredo para vocês: na verdade, por mais que a gente revise, o saci vem e embaralha tudo... é culpa dele, como bem nos alertou Lobato: 

Erro Tipográfico 
A luta contra o erro tipográfico tem algo de homérico. Durante a revisão os erros se escondem, fazem-se positivamente invisíveis. Mas, assim que o livro sai, tornam-se visibilíssimos, verdadeiros sacis a nos botar a língua em todas as páginas. Trata-se de um mistério que a ciência ainda não conseguiu decifrar. 
Monteiro Lobato 

Essas palavrinhas de Lobato aliviam um pouco para nós autores, redatores, revisores, editores... Para quem escreve, lê, monta, formata, organiza ou de alguma outra forma, labuta com os livros, é bom saber: de madrugada os sacis mexem em tudo e, como diz Thiago Freitas, talvez já tenham mexido lá e nesse escrito aqui também. Vejam um artigo divertido de Thiago sobre isso em: 


Ah, o lançamento oficial da brochura continuará sendo no dia 30/11/2011, no ELEGE, conforme informado.

É isso, minha gente, espero que gostem... 
Lica

13 comentários:

  1. Já li a brochura e posso dizer que é uma "entrada" que abre nosso apetite para o "prato principal"!
    Nota 10! Excelente relação entre teoria e prática, muitas ideias e texto muito agradável de ler!
    Parabéns, Lica!

    ResponderExcluir
  2. Valeu, Lica!!!
    Já passei os olhos, mas vou ler em breve com bem calma. Parece muito dez!
    Beijo,
    Taíse

    ResponderExcluir
  3. Obrigada meninas,
    É isso mesmo, uma entrada. Eu mesma já fico querendo espichar aqui e ali...
    Fiz com muito carinho.
    Que seja útil para o trabalho de vocês.
    Um beijão,
    Lica

    ResponderExcluir
  4. Olá!!!!
    Conheci esta semana teu blog e estou apaixonada.
    Inclusive fiz até a atividade Travadinhas e ficou muito legal. Depois mando as fotos da execução em sala de aula.
    Gostaria de saber se existe uma ordem correta para fazer o quadriminó de letras. Estou muito interessada. Tenho ainda alguns jogos que enviarei para vc, a título de "compartilhamento".
    Abraços e parabéns pelo blog
    Suzana

    ResponderExcluir
  5. Oi, Suzana!
    Que bom saber que já está com a mão na massa!!! E tão rapidamente! Adorei!
    E também que está disposta a compartilhar ideias. Beleza, Suzana.
    Mande fotos mesmo, gosto muito de ver.

    O quadriminó de sílabas, é isso, né? Não, eu fiz mais ou menos aleatório, apenas considerando sílabas mais frequentes, especialmente no final de palavras. Não há uma lógica subjacente, uma estrutura como o dominó normal tem. Por isso mesmo não é um jogo que, necessariamente feche (acabe todas as cartas).
    Se quiser saber mais, me escreva no email: oficinasdealfabetizacao@hotmail.com
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lica,
    Obrigada por disponibilizar seu livrinho em formato digital. Assim podemos ter acesso mais facilitado.
    Um bom lançamento!
    Abraço,
    Silvana

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Silvana!
    Não há de quê. O intuito é esse mesmo, disponibilizar, compartilhar.
    Espero que seja a leitura seja produtiva para muitos de vocês e, lógico, indiretamente, também para suas crianças e adultos em processo de alfabetização.
    Abraço,
    Lica

    ResponderExcluir
  8. Lica,
    Parabéns pela publicação. Muito interessante mesmo! Adorei!
    E muito bom que possa disponibilizá-la assim, impressa ou digital, para nós educadores.
    Um abração,
    Juliane

    ResponderExcluir
  9. Olá Lica, eu sou coordenadora da educação especial do município de Santa Fé do Sul -SP e gostaria de obter maiores informações e instruções dos materiais necessários para a produção dos jogos, com objetivo de repassá-los para as professoras do AEE, desde já agradeço, e aguardo resposta. Abraços, Lia.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Juliane,
    Muito obrigada!
    A ideia é essa mesmo, compartilhar.
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir
  11. Olá, Lia,
    Seja bem-vinda aqui.
    Você se refere a tipo de papel, essas coisas?
    Me escreva no e-mail, dizendo que jogos vocês irão confeccionar que assim fica mais fácil, ok? O e-mail é:
    oficinasdealfabetizacao@hotmail.com

    Bom, mas no geral, uso muito o papel duplex para colar os textos (como em fatiados, por exemplo) ou imagens, que são impressos em papel ofício ou similar. Ele é mais durinho. Para alguns jogos, utilizo o papel canson colorido(da linha Canson Colors), seja como fundo, seja para imprimir diretamente nele.
    Mas escreva com mais detalhes sobre o que estão pensando em fazer, para eu poder dar orientações mais precisas, ok?
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir
  12. Professora, parabéns!
    Seu blog e seu trabalho com materiais e oficinas é tudo de bom!
    Que bom termos uma proposta séria e deliciosa assim no nosso Estado.
    Seu trabalho precisa ser mais conhecido! Pena que as secretarias da educação valorizem mais o que vem de fora e projetos de ongs e empresas.
    Continuarei divulgando o seu blog!
    Um abraço,
    Patrícia

    ResponderExcluir
  13. Obrigada, Patrícia!
    Concordo que temos que valorizar as coisas que desenvolvemos no nosso estado, cidade, país...
    Mas toda iniciativa e ações que se proponham a, de fato, apoiar os professores no trabalho em sala de aula são bem vindas. Às vezes não é essa a real motivação, mas por vezes sim.
    Faço o meu pedaço pela educação, se todos fizerem bem o seu - desde a sala de aula até os gabinetes dos governantes - teremos uma educação de mais qualidade, isso com certeza.
    Um abraço,
    Lica

    ResponderExcluir